Comunicar Mais      
Baianas aprendem técnicas de defesa pessoalBahia    Imprimir

11/08/2017 12:00
Baianas aprendem técnicas de defesa pessoal
Centro de referência presta atendimento psicológico e ministra curso de Krav Maga a mulheres vítimas de agressão

Redação CM 0 comentrio          

Há sete anos, Ana Claudia Mendes, de 40 anos, resolveu procurar o Centro de Referência de Atenção à Mulher Loreta Valadares (CRLV). O motivo: as agressões sofridas pelo ex-marido, que duraram 14 anos. Enfim, ela decidiu colocar um ponto final nessa triste história. “Quando estamos na condição de vítima, muitas vezes achamos que devíamos apanhar mesmo. Mas estava cansada. Procurei a Defensoria Pública, que estabeleceu uma mediada protetiva e me encaminhou para o Loreta. Mudou minha vida”, revelou Ana Claudia, com a voz trêmula, ao recordar momentos que gostaria de apagar da mente.
 
Além de ser acompanhada psicologicamente, Ana Claudia também recebe treinamentos de Krav Maga, curso oferecido pela instituição por meio da Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres e Juventude (SPMJ), em parceria com a Guarda Civil Municipal (GCM). Como ela, mais 20 mulheres iniciaram, na manhã desta sexta-feira (11), as aulas na sede do CRLV, na Praça Almirante Coelho Neto, 1, Barris.
 
“É preciso deixar claro que esse curso não é para a mulher lutar contra o seu agressor. A intenção é de que elas aprendam técnicas para poder se defender de casos de agressão, independentemente de ser uma violência doméstica ou urbana”, pontuou Maria Auxiliadora Alves, coordenadora dos Centros de Referências e Casas de Acolhimento para as Mulheres de Salvador.
 
Além de aprender defesa pessoal, o curso ministrado por agentes da Guarda Municipal e que chega ao segundo ciclo, serve também para fortalecer o lado psicólogico dessas mulheres. “Estou participando pela segunda vez da iniciativa e posso dizer que me sinto mais confiante. Entendo que eu não preciso de ninguém para me defender. Comecei a buscar artifícios que possibilitem a minha defesa pessoal. Com isso, melhorei minha autoestima”, disse Ana Claudia.
 
O coordenador de Prevenção à Violência da GCM, André Rocha, dá detalhes sobre a atividade. “O curso acontece em quatro dias, com carga horária de 16h. Trabalhamos no grupo questões sobre como sair de situações de agressão sem entrar em luta corporal. Além disso, mostramos um pouco como funciona a Guarda Municipal e noções de primeiros socorros”, disse.
 
As mulheres que tiverem interesse em participar devem ir pessoalmente ao Loreta Valadares. Quaisquer dúvidas podem ser dirimidas pelos telefones (71) 3611-6412 ou 3235-4268.


Notcias Relacionadas

  • PMB Bahia tem novo presidente

  • Dia da Mulher é celebrado na Câmara Municipal de Salvador

  • Dia da Mulher: diferença salarial entre homens e mulheres só deve desaparecer em 135 anos

  • Câmara Municipal de Salvador promove atividades em comemoração ao Dia da Mulher

  • Bloco feminista desfila contra o machismo e a misoginia no Rio de Janeiro

  • Campanha de combate à violência contra a mulher é lançada pela Câmara de Vereadores

  • Fapesb, Secti e SPM lançam prêmio inédito de apoio à diversidade

  • SPM e GMS firmam parceria para curso de defesa pessoal para mulheres

  • Serviços gratuitos de saúde da mulher são oferecidos na Feira de São Joaquim

  • Ilhéus ganha Centro de Referência de Atendimento à Mulher

  • Operação Ronda Maria da Penha chega a Juazeiro


  • ComentriosComentar Notcia

    Ainda no existem comentrios para esta notcia.
    Seja o primeiro a comentar!
    PUBLICIDADE






    PUBLICIDADE